Santoral › 03/06/2016

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

o-papa-e-o-Coração-de-JesusAmados irmãos e irmãs

“Digo-vos que assim haverá maior júbilo no céu por um só pecador que fizer penitência do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento” Não há motivo para festejarmos por aquilo que já é nosso, mas a grande festa deve ser por aquilo que estava perdido e que reconquistamos.

A festa do Sagrado Coração de Jesus é a festa do amor de Deus, manifestado em Jesus Cristo, por toda a humanidade. Que o Senhor faça o nosso coração semelhante ao dele. Neste Evangelho somos chamados a refletir que se estamos na condição de ovelha desgarrada é preciso lembrar que as outras estão à nossa espera, sem a nossa presença o rebanho está incompleto, ele não é o mesmo. Voltemos para casa, pois grande será a festa quando de nossa chegada.

Do coração de Jesus aberto na cruz brotava a água e sangue. Água que batiza, que lava e purifica nossos corações. Sangue que nos redime, que nos alimenta e nos mantém na caminhada.

Guilherme de Saint-Thierry, monge beneditino e depois cisterciense em suas Orações meditativas, 8,6; SC 324 nos diz: “ Senhor para onde levas Tu os que beijas e abraças, senão para o teu próprio coração? O teu coração, Jesus, é esse doce manancial da Tua divindade que está¡ no teu íntimo, o vaso de ouro da alma, que ultrapassa todo o conhecimento (Hb 9,4). Bem-aventurados todos aqueles a quem o teu coração atrai! Bem-aventurados aqueles que, fugindo para as profundezas, foram escondidos por Ti no segredo do teu coração, aqueles que levas aos ombros, ao abrigo dos males desta vida (Sl 31,21). Bem-aventurados aqueles que não tem outra esperança se não o calor e a proteção das tuas asas (Sl 90,4).

A força dos teus ombros protege aqueles que escondem no fundo do teu coração (Lc 13,34), onde podem dormir tranquilamente. Uma doce espera os aguarda nesse abrigo de uma consciência santa, e da expectativa da recompensa que prometeste. A sua fraqueza não os faz desfalecer, nem nenhuma inquietude os faz murmurar (Sl 68,13).

03 xsagrado coração  nNa profecia de Ezequiel o Senhor nos diz que: “Sou eu que apascentarei minhas ovelhas, sou eu que as farei repousar. A ovelha perdida eu a procurarei; a desgarrada, eu a reconduzirei; a ferida, eu a curarei; a doente, eu a restabelecerei, e velarei sobre a que estiver gorda e vigorosa”. Vemos que não importa em que situação se encontre cada um de nós o Senhor sempre estará conosco. Que ovelha você é? Perdida? Desgarrada? Ferida? Doente? Vigorosa?

Na carta aos romanos nós lemos que: “Se, quando éramos ainda inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, com muito mais razão, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida”. Estas palavras são mais que confortantes para nós pois embora ainda continuemos pecadores já não somos mais inimigos, somos batizados e aceitamos Jesus e seu Evangelho e com certeza isto será levado em conta.

Rezemos com o Salmista: O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejante ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha e restaura as minhas forças. Felicidade e todo bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: Ezequiel 34,11-16
Salmo: 23
2ª. Leitura: Romanos 5,5-11
Evangelho: Lucas 15,3-7

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *