Ano Ímpar › 14/10/2017

Sábado – 27ª. Semana Comum

22448188_1461956297222924_281937457535410673_nAmados irmãos e irmãs
“Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram. Jesus respondeu: Muitos mais felizes são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática”.
Como estamos nós em relação a este grande ensinamento de Jesus?
Em outra passagem Jesus diz: “Minha mãe e meus irmãos são estes, que ouvem a palavra de Deus e a observam”. Maria e os apóstolos foram os primeiros a fazer a vontade de Deus e por isto estão entre os amados do Senhor. O laço, criado por aqueles que cumprem a Palavra é mais forte e poderoso do que qualquer outro.
São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense, doutor da Igreja
Sermão 5 do Advento do Senhor, 2-3 (trad. Breviário 4ªfeira I semana do Advento)
Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração (Lc 2,51)
Se alguém Me ama, guardará as minhas palavras, meu Pai o amará e Nós viremos a ele (Jo 14,23). Lê-se também noutro lugar: O que teme a Deus praticará o bem (Sir 15,1). Mas penso que daquele que O ama Jesus diz mais do que isso ao afirmar guardará as minhas palavras. E onde deverão ser guardadas? Sem dúvida alguma no coração, como diz o Profeta: Guardei a vossa palavra em meu coração, para não pecar contra Vós (Sl 119,11). Como havemos nós de guardar a palavra no coração? Será suficiente aprendê-la de cor para tê-la na memória? De quem assim procede diz o Apóstolo Paulo: o conhecimento incha de orgulho (1Cor 8,1) e o esquecimento depressa apaga o que se confia à memória.
Conserva por isso a palavra de Deus como fazes com os alimentos, já que se trata do pão da vida (Jo 6,35), do verdadeiro sustento da alma. Guarda também tu a palavra de Deus, porque são bem-aventurados os que a guardam (Lc 11,27). Guarda-a de tal modo que ela entre no mais íntimo da tua alma e penetre em todos os teus sentimentos e costumes. Alimenta-te deste bem e a tua alma deleitar-se-á na abundância. Não te esqueças de comer o teu pão, não suceda que desfaleça o teu coração; pelo contrário, sacia a tua alma com este manjar delicioso. E se assim guardares a palavra de Deus, certamente ela te guardará a ti. Virá a ti o Filho em companhia do Pai, virá o grande Profeta que reedificará Jerusalém e renovará todas as coisas (At 3,22; Jl 4,1; Ap 21,5).
Na profecia de Joel nos é falado sobre o dia do Senhor, o embate final entre o povo de Deus (a Igreja) e seus inimigos que agora se unem. A descrição é aterradora. No Vale do Julgamento o cosmos terá enormes convulsões; porém a sorte do povo de Deus será bem outra, pois irão experimentar o poder do Senhor e receberá definitivamente Jerusalém, a pátria definitiva.
Rezemos com o Salmista: Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apoia na justiça e no direito. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: Joel 4, 12-21
Salmo:
Evangelho: Lucas 11,27-28

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *