Highslide for Wordpress Plugin
Notícias Gerais › 25/07/2016

Polônia eleva para 20 mil total de agentes de segurança para a JMJ

EPA2148592_ArticoloOs recentes atentados na Alemanha elevaram o nível de alerta na Polônia, onde a Jornada Mundial de Juventude reunirá milhares de jovens de todas as partes do mundo. No Angelus deste domingo, 24, o Papa Francisco pediu orações pelo evento e pelas vítimas dos recentes atentados em Cabul e Munique.

O governo dos Estados Unidos já havia advertido, em maio, para o “risco de ataques terroristas na Europa” e em “grandes eventos”, entre os quais citou a JMJ.

O Ministério do Interior polonês anunciou, no domingo, que serão deslocados mais 7.500 agentes para a JMJ, o que elevará a 20 mil o número total de agentes de segurança. Os policiais serão responsáveis pelo patrulhamento das ruas, aeroportos, estações de trem, centros comerciais e locais que receberão um número significativo de pessoas.

Efetivo de segurança

Da mesma forma, as forças de segurança farão uso de cinco helicópteros, bombeiros, agentes do Departamento de Proteção do Governo e guardas de fronteiras. “Não temos registro de ameaças terroristas na Polônia, porém, isso não quer dizer que não estamos em alerta diante do que acontece fora de nosso país”, afirmou o Ministro do Interior polonês.

Durante toda a JMJ, serão feitos controles aleatórios dos peregrinos com Raios X portáteis, detectores de metal e cães treinados para detectar explosivos. O Governo vai delimitar sete zonas de exclusão aérea, assim como a proibição de fogos de artifício e material pirotécnico.

A Polônia já havia montado um dispositivo de segurança em 4 de junho passado, às vésperas da reunião da OTAN, esquema que será mantido até a conclusão da JMJ.

Um dos responsáveis pela segurança, o policial polonês Jan Lach, afirmou que “a segurança supõe um enorme desafio logístico, pois se trata de uma operação histórica pela envergadura e repercussão”. Lach garantiu que tudo está preparado, pois já foram realizados os reconhecimentos dos lugares das cerimônias e os agentes “estão treinados e são totalmente profissionais e capazes de proporcionar aos participantes total segurança”.

Aprovação do Vaticano

O trabalho da polícia polonesa recebeu há alguns dias a aprovação do chefe da Gendarmaria Vaticana, Dominico Giani, que visitou os lugares que o Papa Francisco percorrerá durante sua estada em Cracóvia.

“A avaliação foi positiva e o Vaticano não apresentou nenhuma objeção aos dispositivo de segurança”, explicou à Agência Efe o secretário-geral do Comitê Organizador da JMJ 2016, Padre Grzegorz Suchodolski.

Os aeroportos de Cracovia-Balice e Katowice-Pyrzowice contarão, durante a JMJ, com agentes de fronteira de Portugal e Itália. Os controles serão realizados de forma aleatória em indivíduos selecionados com base em análises de riscos e informações fornecidos por outros países.

A Polônia também reforçou os controles nas suas fronteiras com o enclave russo de Kaliningrado e Ucrânia, de onde se prevê a chegada de 200 mil peregrinos.

Até agora, 360 mil peregrinos de todo o mundo confirmaram a participação na 31ª Jornada Mundial da Juventude.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *