Highslide for Wordpress Plugin
Artigos e reflexões › 23/08/2019

A Carne do pobre é a carne de Cristo!


Jesus identifica-se com os pequenos, os pobres, os débeis, os marginalizados; manifestar amor e solidariedade para com o pobre é fazê-lo ao próprio Jesus e manifestar egoísmo e indiferença para com o pobre é fazê-lo ao próprio Jesus e é por isto que dizemos que o Senhor está na pessoa do preso, do doente, do enfermo; está na pessoa daquele que passa fome, daquele que passa necessidade. Os santos padres da Igreja diziam: “A carne do pobre é a carne de Cristo”. Carne humana sofrida pela doença, pela lepra que vezes não gostamos de olhar, que não suportamos o cheiro. É o cheiro de Jesus. Lembro-me aqui que durante uma visita de Dom Joviano, então arcebispo de Ribeirão Preto SP, a uma de nossas casas eu estava muito preocupado com o cheiro de urina devido ao número de usuários de fraudas e quando chegou, mesmo sem entrar na casa, o bispo disse: Esse lugar tem cheiro de Deus! De nada adianta adorar Jesus no Sacrário, na igreja; com a Bíblia pregando para lá e para cá, se não soubermos transformar isto em obras. Não é discurso social, é discurso evangélico; não é teoria política, é Evangelho puro: cuidar dos pobres, amá-los e dar a nossa vida por eles. Precisamos lembrar que antes de ser opção preferencial da Igreja os pobres sempre foram a opção preferencial de Jesus! Diácono Irmão Francisco.

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *