Highslide for Wordpress Plugin
Ano Ímpar › 12/02/2019

 3ª feira – 5ª. Semana comum

Amados irmãos e irmãs 
Não dormir em cama, com lençol! Soa esquisito esta frase para iniciar esta reflexão, mas fomos buscá-la no livro “ A revolução dos bichos” de George Orwell; pois ali havia uma norma para os animais de que não poderiam dormir em cama. Para burlar tal norma o porco colocou uma vírgula e acrescentou com lençol o que mudava completamente a situação, pois assim sendo na cama sem lençol se poderia dormir.
Usamos esta ilustração para melhor entender o que Jesus quis dizer aos fariseus. Eles usavam um mandamento da Lei Mosaica para transformar em inúmeros preceitos humanos que às vezes nada tinha a ver com o objetivo principal do mandamento. Valorizavam demais o acessório e esqueciam-se do principal.
Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Esta frase de Jesus pode ser aplicada a nossa liturgia onde a música, a palavra, o gesto ou a posição do corpo não pode ser mais importante do que realmente significam.
Podemos ver na Igreja como no caso de alguns sacramentos como o batismo e o matrimônio onde muitos são levados por questões de tradição familiar, social, etc.; e sequer sabem do real significado de tais sacramentos.
É a oposição entre lábios e coração; contradição entre dizer uma coisa e fazer outra. Essa contradição é hipocrisia que nos faz abandonar o mandamento de Deus, em nome de preceito puramente humano.
Devemos tomar cuidado para não viver uma piedade falsa onde cumprimos preceitos exteriores como pagar o dízimo, fazer genuflexões, não perder missas de preceito, jejuar e fazer abstinência quando a Igreja manda e, no entanto sermos incapazes de amar o próximo, de ajudar o doente, perdoar quem nos ofendeu, etc.
O livro do Gênesis traz hoje a conclusão da criação e nele vemos que Deus criou o homem e a mulher a sua imagem e semelhança e os abençoou para reinar sobre tudo que Ele havia criado. É preciso entender isto nos dias atuais principalmente quando se fala de preservação do meio ambiente. Aqui vemos que já na criação Deus ordenou ao homem para reinar não só no sentido de ser dono, mas no sentido de defender e preservar tudo quanto Ele havia criado.
Rezemos com o Salmista: Senhor, que é o homem para dele assim vos lembrardes e o tratardes com tanto carinho? Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor; vós lhe deste poder sobre tudo, vossas obras aos pés pusestes. Amém

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Gênesis 1,20-2,4
Salmo: 8
Evangelho: Marcos 7,1-13

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *