Highslide for Wordpress Plugin
Ano Ímpar › 05/02/2019

Terça feira – 4ª. Semana comum

Amados irmãos e irmãs 
Retroceder nunca, desistir jamais!
Esta frase que até parece nome de filme serve para ilustrar as passagens do Evangelho de hoje.
Jairo poderia ter desistido no primeiro momento quando o mestre se preocupa primeiro em saber quem lhe tocou e depois poderia ter desistido quando chega a notícia para não mais incomodar o mestre vez que sua filha já tinha morrido. Mas ele não desistiu e nós também devemos olhar para nossas impossibilidades desta forma ou seja quando tudo parece perdido lembrar que existe um Deus que é o Deus do impossível.
“Talita cumi”, que quer dizer: “Menina, ordeno-te, levanta-te!”. Amados irmãos Deus está te dizendo neste exato momento: Levanta-te eu estou ordenando! Será que diante de tal ordem seremos capazes de ficarmos inertes?
O levantar depende de nossa fé e há que se perguntar que fé temos?
Lembramos aqui de um alinda canção que diz: que fé você tem? É a fé que convém?
No caso da mulher penalizada por uma hemorragia há muitos anos ela também recorreu a Jesus, esperando ser curada; mas neste caso foi no anonimato. Ela, diferentemente do chefe da sinagoga não falou publicamente e isto por dois motivos: primeiro porque era portadora de uma doença que causava vergonha como por exemplo é a AIDS hoje onde os que sofrem deste mal procuram tratamento em sigilo e em segundo lugar pelo fato de ser mulher; que naquela época era completamente discriminada como hoje são os negros, os pobres, as prostitutas, homossexuais e tantas outras minorias.
Mas ao operar a cura Jesus faz questão de tirá-la do anonimato justamente para mostrar a todos que Ele não discrimina ninguém e neste caso entre uma mulher e a filha de alguém famoso Ele primeiro curou a mulher.
A carta aos hebreus nos diz que estamos cercados como de uma tal nuvem de testemunhas, desvencilhemo-nos das cadeias do pecado. Lembro aqui de uma frase do saudoso Papa Paulo VI que disse que a fumaça de satanás havia invadido a Igreja. O que significa isto?
Nesta mesma carta lemos que ainda não tendes resistido até o sangue, na luta contra o pecado, ou seja, se achamos que estamos sofrendo muito olhemos para os sofrimentos daqueles que deram a vida pela causa do Evangelho e em especial para o mártir dos mártires Jesus Cristo que abraçou a Cruz até as últimas consequências.
Rezemos com o Salmista: Somente a ele adorarão os poderosos, e os que voltam para o pó o louvarão. Para ele há de viver a minha alma, toda a minha descendência há de servi-lo; às futuras gerações anunciará o poder e a justiça do Senhor; ao povo novo que há de vir, ele dirá: “Eis a obra que o Senhor realizou!” Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Hebreus 12,1-4
Salmo:22
Evangelho: Marcos 5,21-43

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *