Highslide for Wordpress Plugin
Ano C › 04/12/2018

Terça Feira – 1ª. Semana do Advento

Amados irmãos e irmãs 
Te dou graças porque escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos.
Sábios e inteligentes são todos os que depositam sua confiança no humano e tanto na época de Jesus quanto nos dias atuais não conseguem entender o projeto de reino que Jesus veio anunciar. O que Jesus quer que os apóstolos entendam é que se antes Deus falava com os homens de dentro de uma nuvem, em uma sarça ardente, em meio ao fogo ou através de um profeta; a partir de Jesus Ele fala de dentro do homem e é Ele mesmo quem fala. Quão grande graça; pois aquilo que para nossos antepassados era promessa para nós se tornou realidade.
Os apóstolos foram os primeiros (comiam, bebiam, dormiam e estavam sempre na presença de Jesus) e depois deles, todo aquele que crê e se permite ser atingido por essa Graça.
Os pequeninos de ontem e de hoje, são todos os que descobriram essa Verdade de que a Salvação não será conseguida por esforço ou mérito nosso. Ela nos vem por Jesus que com seu sacrifício de cruz nos deu a salvação. Ao pedido de Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai! ”, Jesus responde: “Quem me vê, vê o Pai. Não crês que estou no Pai e o Pai está em mim? ” (Jo 14,8-11). Em tempo de advento é bom destacar que estamos nos preparando para a vinda do Senhor e não para a vinda de Papai Noel.
Se um dia a Igreja cristianizou uma festa pagã (do sol) transformando-a no Natal do Senhor, hoje infelizmente vemos um processo inverso, qual seja, estão mundanizando uma festa cristã: o Natal que é a segunda maior festa cristã (a primeira é a páscoa) está se tornando uma festa comercial onde o consumismo desenfreado tornou se um deus.
Por tudo quanto foi exposto o verdadeiro cristão católico não coloca imagem de papai Noel no presépio, mas sim a imagem de Jesus.
Jesus é o verbo encarnado que muitos profetas e reis desejaram ver e não viram; ouvir e não ouviram; nós ao contrário somos uma geração privilegiada a partir do momento em que somos testemunhas do amor de Deus que se expressa no meio de nós pela morte e ressurreição de Jesus e nos últimos tempos pela ação do seu Espírito Santo.
Na leitura do livro do profeta Isaías vemos a profecia sobre o Messias que vira e que sairá da linhagem de Jessé, do tronco de Davi. A profecia ainda diz que sobre Ele repousará o Espírito do Senhor, Espírito de sabedoria e de entendimento, Espírito de prudência e de coragem, Espírito de ciência e de temor ao Senhor e sempre quando lemos está passagem nos lembramos da nossa catequese onde aprendemos estar aqui o embasamento bíblico para os sete dons infusos do Espírito Santo. Rezemos com o salmista: Senhor meu Deus seja bendito o seu nome para sempre! E que dure como o sol sua memória! E assim todos os povos sejam em vós abençoados, e que todas as gentes cantem o seu louvor! Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Isaías 11,1-10
Salmo: 72
Evangelho: Lucas 10,21-24

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *