Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 19/06/2018

Terça Feira – 11ª. Semana Comum

Amados irmãos e irmãs

– “Amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos perseguem”.
– “Se amais somente os que vos amam, que recompensa tereis”?
– “Sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito”.
Três pensamentos do Evangelho de hoje que nos faz refletir e muito sobre como anda nosso proceder.
O que é o amor… e ainda mais o que é o amor de Deus? Aqui sim está o “X” da questão, pois Deus nos fala do seu amor e nós entendemos o nosso humano amor.
Deus não tem por nós uma simples amizade, e não foi por causa desta amizade que Ele deu sua vida por nós, mas por amor, não um amor que exige que sejamos bons ou que tenhamos virtudes, aliás, Deus não teria nenhum motivo para nos amar. Mas trata-se de um amor que simplesmente nos ama. Deus é AMOR e fez de cada homem e cada mulher o objeto desse amor. Deus nos criou porque nos ama, e nos ama porque nos criou.
Ser perfeito como Deus significa que para amar nossos inimigos temos que ter este amor ágape; um amor que ama pelo simples prazer de amar; pelo simples prazer de ver o amado feliz.
Não tem como obrigar alguém a amar; o amor é espontâneo, não dá para fingir que ama.
Somos convidados a suportar a perseguição, aceitar o mal e mesmo assim permanecer fazendo o bem. Lembro aqui de um poema da beata Teresa de Calcutá diz: MESMO ASSIM. As pessoas são irracionais, ilógicas e egocêntricas. Ame-as MESMO ASSIM. Se você tem sucesso em suas realizações, ganhará falsos amigos e verdadeiros inimigos. Tenha sucesso MESMO ASSIM. O bem que você faz será esquecido amanhã. Faça o bem MESMO ASSIM. A honestidade e a franqueza o tornam vulnerável. Seja honesto MESMO ASSIM. Aquilo que você levou anos para construir pode ser destruído de um dia para o outro. Construa MESMO ASSIM. Os pobres têm verdadeiramente necessidade de ajuda, mas alguns deles podem atacá-lo se você os ajudar. Ajude-os MESMO ASSIM. Se você der ao mundo e aos outros o melhor de si mesmo, você corre o risco de se machucar. Dê o que você tem de melhor MESMO ASSIM.
O Pai não faz distinção de pessoas entre boas e más e assim sendo nós como discípulos, também não devemos fazer distinção, mas sim amar a todos sem exceção. Lembre-se sempre que Deus não faz o sol nascer somente para os cristãos, mas ele nasce e brilha para todos sem exceção. O nosso Deus é o único Deus que nos manda amar os inimigos e a rezar pelos que nos perseguem. Como cristãos maduros e conscientes vamos nos colocando, pouco a pouco, na escola do Mestre Jesus. Viver o Evangelho com radicalidade é a missão mais nobre para quem quer segui-lo. O fundamento da escola de Jesus é o amor.
No primeiro livro dos Reis vemos a advertência de Elias ao rei Acab;que nos faz concluir que os profetas são homens de Deus, cuja missão essencial é religiosa; mas isso não os impede de denunciar as injustiças sociais e situações políticas contrárias ao reino de Deus. Esta intervenção nos lembra da intervenção Natan junto de David.

Rezemos com o Salmista: Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, e pratiquei o que é mau aos vossos olhos! Desviai o vosso olhar dos meus pecados e apagai todas as minhas transgressões! Da morte como pena, libertai-me, e minha língua exaltará vossa justiça! Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: 1Rs 21,17-29
Salmo: 50
Evangelho: Mateus 5,43-48

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *