Highslide for Wordpress Plugin
Ano C, Ano Ímpar › 18/01/2019

Sexta Feira – 1ª. Semana Comum

Amados irmãos e irmãs 
Quais são os irmãos que precisamos carregar?
No Evangelho vemos que a força do amor e da fé, fez com que aqueles homens não desistissem. Os quatro são uma referência para as nossas comunidades, onde muitas vezes falta-nos o amor e a fé, para carregar nossos irmãos e superar os obstáculos, passando por cima dos preconceitos.
Se algo impede nosso irmão de se aproximar de Jesus nós devemos carregá-lo.
Jesus hoje nos ensina uma hierarquia entre o curar e o perdoar. Perdoar é mais importante; a melhor cura e milagre que podemos receber de Jesus é o perdão.
Imagine você como este paralítico estando diante de Jesus aguardando uma cura miraculosa e de repente você ouve: Teus pecados estão perdoados! Talvez muitos se decepcionassem; mas em seguida Jesus promove a cura para mostrar que é o Senhor.
Outro ensinamento que esta página do Evangelho nos traz é que por vezes assim como Jesus foi censurado por ter perdoado os pecados; nós também podemos ser censurados quando praticamos o bem; ou seja, sempre que fazemos o bem algum mal-intencionado de plantão pode espalhar que fizemos aquilo para aparecer ou então nos questionam se tínhamos permissão ou autoridade para fazer e por aí vai. Outro detalhe a ser destacado é que nem sempre a necessidade aparente é realmente a prioritária e isto nós aprendemos aqui na Comunidade Missionária Divina Misericórdia; pois quando chega um peregrino nós olhamos para ele e logo julgamos que a necessidade dele seja o banho, a roupa limpa, o fazer a barba, o prato de comida etc.; mas ao conversarmos com ele percebemos que para ele a prioridade é um abraço, uma palavra de conforto ou simplesmente alguém que esteja disposto a ouvi-lo.
A carta aos hebreus fala de como devemos nos esforçar para entrar no descanso de Deus; mas que descanso será este? Com certeza assim como Deus trabalhou seis dias e no sétimo descansou Ele quer nos ensinar a trabalhar em prol do seu Reino durante a imperfeição dos seis dias de vida terrena para podermos gozar da plenitude do dia do descanso que é eterno. Este dia é o domingo o dia do Senhor; pois foi neste dia que Ele ressuscitou dos mortos e deu-nos a vida eterna. Este é o nosso dia de vitória e alegria.
Rezemos com o salmista: As grandezas do Senhor e seu poder. Levantem-se e as contem a seus filhos, para que ponha no Senhor sua esperança; das obras do Senhor não se esqueçam e observem fielmente os seus preceitos. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Hebreus 4,1-5.11
Salmo: 78
Evangelho: Marcos 2,1-12

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *