Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 24/09/2018

Segunda feira – 25ª. Semana comum

Amados irmãos e irmãs 

“ Porque não há coisa oculta que não acabe por se manifestar, nem secreta que não venha a ser descoberta”.
Eis o porque o cristão não deve ter segredos;aliás geralmente aquilo que costumamos chamar de segredos geralmente são condutas proibidas;das quais temos vergonha.
Esconder que somos de Deus é o que mais se vê nestes tempos de pós-modernidade, omitir nossa pertença a Deus para não sermos motivo de zombaria do mundo; mas se quem é de Deus deve ser luz como então esconder a luz? Nesta hora várias perguntas não surgem tais como: Somos pessoas iluminadas? As pessoas se sentem bem perto de nós? Como somos conhecidos, na família, no trabalho, na escola, na comunidade?
Refletimos a Luz de Deus através do amor, da bondade, da justiça, da mansidão ou estamos sendo trevas da irritação; da petulância, do egoísmo, orgulho, soberba, etc.?
A luz no coração do discípulo deve brilhar e atrair; veja o exemplo dos santos que mesmo séculos depois de mortos ainda arrastam multidões para Jesus.
São João Crisóstomo, bispo e doutor da Igreja nas homilias sobre os Atos dos Apóstolos, nº 20, 3-4; PG 60, 162 nos ensina que não há nada mais insensível do que um cristão que não se aplica em salvar os outros. Não podes argumentar sobre isto com o pretexto da pobreza: a viúva que deu as suas duas moedinhas levantar-se-ia para te acusar (Lc 21,2). Pedro também, pois dizia: Não tenho ouro nem prata (At 3,6). Assim como Paulo, que era tão pobre que frequentemente passava fome e carecia de bens necessários (1 Cor 4,11). Também não podes objetar com o teu nascimento humilde: também eles eram de modesta condição. A ignorância não te será melhor desculpa: também eles eram iletrados. Não invoques igualmente a doença: Timóteo era dado a frequentes indisposições (1 Tim 5,23). Qualquer um pode ser útil ao seu próximo se quiser fazer aquilo que lhe for possível. Não digas que te é impossível reconduzir os outros ao bom caminho porque, se és cristão, é impossível que tal não se faça. Cada árvore carrega o seu fruto (Mt 7,17s) e, como não há contradição na natureza, o que dizemos é igualmente verdade, porque tal deriva da própria natureza do cristão. É mais fácil a luz ser trevas do que o cristão não brilhar.
Na leitura do livro dos provérbios nos é ensinado de que devemos não recusar um favor a quem dele necessita, se podemos fazê-lo. A sabedoria presente no mundo, nas coisas e nos homens, é um traço da sabedoria de Deus, no entanto precisamos estar atentos para fazer com que sua prática seja sinal desta sabedoria divina e benevolência nas relações com o próximo, o que possibilitará a cada um de nós a convicção de que a amizade de Deus vale mais do que tudo.
Rezemos com o Salmista: Quem habitará a casa ó Senhor. Aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua. Que em nada prejudica o seu irmão, nem cobre de insultos seu vizinho; que não dá valor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: Pr 3,27-34
Salmo: 14
Evangelho: Lucas 8,16-18

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *