Highslide for Wordpress Plugin
História dos Santos › 19/05/2017

SANTO IVO

ivo
SANTO IVO

Santo Ivo, um santo advogado, juiz e sacerdote.

Nasceu em Bretanha, região administrativa do oeste da França, em 1253. Viveu de 1253 a 1303. É chamado “O advogado dos pobres”.

Santo Ivo foi estudar direito civil em Orleans sob o famoso jurista Peter de la Chapelle e completou seus estudou em Paris.

Praticou com brilhantismo a advocacia, tanto na corte civil quanto na corte eclesiástica. Em 1284 ele entrou para o sacerdócio e construiu um hospital para os pobres e cuidava dos pobres com considerável fervor. Foi nomeado juiz eclesiástico pelo decano de Rennes. Ele era um juiz muito justo e venerado até mesmo pela parte perdedora. Mais tarde foi indicado como oficial para Alan de Bruc, Bispo de Tréguier. A defesa de Santo Ivo dos pobres deu a ele o titulo de “Advogado dos Pobres” Além de ser considerado um juiz que não aceitava nenhum presente, era considerado o melhor mediador da França, e sempre tentava conseguir acordos fora das cortes para minimizar os custos legais para ambas as partes.

Em 1284, Santo Ivo foi ordenado sacerdote. Em 1287 renunciou ao seus cargos oficiais e devotou todo o seu tempo aos seus paroquianos em Tredrez e depois em Lovannec. Alem de ser um excelente pregador dos ensinamentos de Jesus ele era freqüentemente chamado para arbitrar disputas as mais variadas.

Seus conhecimentos legais estavam sempre a disposição dos seus paroquianos e também o seu tempo e seus bens. Sua austeridade é famosa mesmo com sua saúde comprometida. Diz a tradição que certa vez, deu sua capa a um pobre, seu paletó a outro e seus sapatos a um terceiro, indo para casa descalço e só de camisa em pleno inverno. Diz ainda que, doutra vez, deu sua cama a um mendigo que dormia na porta de uma casa e foi dormir onde dormia o mendigo. Ele distribuía suas rendas e seus bens para os pobres. É o santo padroeiro dos advogados, dos juízes, oficiais de justiça e escrivães.
Morreu rezando a missa da Ascensão. Na liturgia católica ele é mostrado segurando um livro, com um anjo perto de sua cabeça e um leão a seus pés. Foi canonizado em 1347.

Sua festa é celebrada no dia 19 de maio.

Cronologia:
Santo Ivo, Padroeiro dos Advogados – OFM (Trequier na Bretanha, nasceu em 17 de Outubro de 1253 e faleceu em 19 de Maio de 1303, com 50 anos de idade).
* Frade Franciscano
* Era filho de Helori, lorde de Kermartin, e Azo du Kenquis.
* Aos 14 anos, foi à Paris, onde cursou filosofia e teologia, direito civil e direito canónico.
* Ordenado sacerdote, por quatro anos foi juiz eclesiástico na diocese de Rennes.
* Era chamado o Advogado dos Pobres.
* Residiu no solar de Kermatin que herdou dos pais. Nele se encontravam um hospital e um recolhimento para velhos e um orfanato para crianças abandonadas. Um dia livrou uma pobre mulher da prisão, quando lhe faltava apenas o veredicto final.
* Não houve, enquanto viveu, advogado de tanto renome e homem mais estimado na Bretanha.
* Vinham ter com ele os ignorantes, pobres e servos que os senhores oprimiam e que Ivo defendia. Santo Ivo granjeou a estima de todos pela integridade de vida e pela imparcialidade de seus juízos.
* Ele próprio ia buscar nos castelos o cavalo, o carneiro roubado dos pobres sob o pretexto de impostos não pagos
* Patrono dos advogados, Santo Ivo entregou-se à defesa dos miseráveis e oprimidos, contra os poderosos.
* Dizia, então: “Jura-me que a sua causa é justa e eu a defenderei gratuitamente”.
* Notabilizou-se, principalmente, por dedicar a sua erudição à defesa, nos tribunais, de toda a minoria deserdada de fortuna.
* Os seus emolumentos, quando exerceu as funções oficiais de Juiz de Rennes, eram oferecidos aos pobres, para que fossem usados em sua defesa.
* No dia 19 de Maio comemora-se o dia de Santo Ivo, o santo padroeiro dos advogados.

O Santo Padroeiro dos advogados nasceu na Bretanha, França, e foi em Paris que mostrou o brilho da sua inteligência, no estudo da Filosofia, da Teologia e do Direito. Ivo de Kermartin, ao voltar à sua terra natal, aceitou o encargo de ser juiz do tribunal eclesiástico, por onde passavam as questões mais espinhosas. Com sua sabedoria, imparcialidade e espírito conciliador desfazia as inimizades e conquistava o respeito até dos que perdiam a questão. A defesa intransigente dos injustiçados e dos necessitados deu-lhe o título de “advogado dos pobres”, um título que continuou merecendo ao tornar-se sacerdote, e ao construir um hospital, onde cuidava dos doentes com as suas próprias mãos. Um exemplo inspirador para os nossos juristas e magistrados.

Oração a Santo Ivo
Glorioso Santo Ivo, lírio da pureza, apóstolo da caridade e defensor intrépido da justiça, vós que, vendo nas leis humanas um reflexo da lei eterna, soubestes conjugar maravilhosamente os postulados da justiça e o imperativo do amor cristão, assisti, iluminai, fortalecei a classe jurídica, os nossos juízes e advogados, os cultores e intérpretes do Direito, para que nos seus ensinamentos e decisões, jamais se afastem da eqüidade e da retidão. Amem eles a justiça, para que consolidem a paz; exerçam a caridade, para que reine a concórdia; defendam e amparem os fracos e desprotegidos, para que, pospostos todo interesse subalterno e toda afeição de pessoas, façam triunfar a sabedoria da lei sobre as forças da injustiça e do mal. Olhai também para nós, glorioso Santo Ivo, que desejamos copiar os vossos exemplos e imitar as vossas virtudes. Exercei junto ao trono de Deus vossa missão de advogado e protetor nosso, a fim de que nossas preces sejam favoravelmente despachadas e sintamos os efeitos do vosso poderoso patrocínio. Amém.

Santo Ivo, rogai por nós!

Imprimir

Deixe uma resposta