Highslide for Wordpress Plugin
Santoral, Sem categoria › 03/05/2017

FESTA DE SÃO FILIPE E SÃO TIAGO

18274713_1305708656181023_8836764201087237755_nAmados irmãos e irmãs
E tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Qualquer coisa que me pedirdes em meu nome, vo-lo farei. Com estas palavras de Jesus podemos desmascarar aqueles que ludibriam milhares levando os a buscar em Jesus um guru que atende tudo; pois quando Ele diz qualquer coisa precisamos lembrar que antes Ele diz… para que o Pai seja glorificado… Portanto se pedirmos glória para nós mesmos não há motivos para Deus atender. Imagine pedir para seu time ser campeão, pedir casa na praia, carros importado, etc. O que isto glorifica a Deus. Filipe faz um pedido estranho? “Senhor, mostra-nos o Pai e isso nos basta!”. Talvez ele imaginasse “Se o Filho é assim, imagine o Pai…”. Talvez nem ele e nenhum de nos possamos entender, mas ver o Pai significa tudo para aqueles que creem e isto porque nenhum ser humano consegue chegar ao Pai se não for pelo Filho.
Será que algum dia nos poderíamos dizer quem me vê, vê o Pai. Com certeza sim desde que nosso fossemos reflexo deste Pai assim como Jesus era. Se nos amarmos com aquele mesmo amor poderemos fazer as mesmas obras e obras ainda maiores como nos disse Jesus. Ver o meu amor e ver o amor de Deus e ver as minhas obras e ver as obras de Deus; pois como nos diz Paulo já não sou eu que vivo mas e Cristo que vive em mim. E este mesmo Filipe que comunica a Natanael, mais tarde chamado de Bartolomeu “Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei e que os profetas anunciaram: é Jesus de Nazaré, filho de José” (Jo 1,45-46).
Tiago, filho de Alfeu foi bispo em Jerusalém e foi chamado de “o Menor” para não ser confundido com são Tiago, o Maior, que era irmão de são João. Ele foi o primeiro apostolo a ser martirizado quando foi apedrejado e pisoteado no ano 61(ou 62), pelo sumo pontífice Anás II. Tiago teve um papel importante quando deu sua opinião, aceita por todos na questão da circuncisão naquele que para n[os foi o primeiro concilio da Igreja Católica (At 15). E dele a carta que esta no novo testamento e que leva seu nome.
O Papa Francisco na Exortação apostólica “Evangelii Gaudium / A Alegria do Evangelho”, §§180-181 nos ensina: Ao lermos as Escrituras, fica bem claro que a proposta do Evangelho não consiste só numa relação pessoal com Deus. A proposta é o Reino de Deus; trata-se de amar a Deus, que reina no mundo. Na medida em que Ele conseguir reinar entre nós, a vida social será um espaço de fraternidade, de justiça, de paz, de dignidade para todos. Por isso, tanto o anúncio como a experiência cristã tendem a provocar consequências sociais. Procuremos o seu Reino: Procurai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais se vos dará por acréscimo (Mt 6,33). O projeto de Jesus é instaurar o Reino de seu Pai; por isso, pede aos seus discípulos: Proclamai que o Reino do Céu está perto (Mt 10,7). O Reino, que se antecipa e cresce entre nós, abrange tudo, como nos recorda aquele princípio de discernimento que Paulo VI propunha a propósito do verdadeiro desenvolvimento: Todos os homens e o homem todo. Sabemos que a evangelização não seria completa se não tomasse em consideração a interpelação recíproca que se fazem constantemente o Evangelho e a vida concreta, pessoal e social, dos homens (Paulo VI). É o critério da universalidade, próprio da dinâmica do Evangelho, dado que o Pai quer que todos os homens sejam salvos (1Tm 2,4) e o seu plano de salvação consiste em submeter tudo a Cristo, reunindo nele o que há no céu e na terra (Ef 1,10). O mandato é: Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura (Mc 16,15), porque toda a criação se encontra em expectativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus (Rm 8,19). Toda a criação significa também todos os aspectos da vida humana, de tal modo que a missão do anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo tem dimensão universal. O seu mandamento de caridade abarca todas as dimensões da existência, todas as pessoas, todos os setores da vida social e todos os povos. Nada do humano lhe pode parecer estranho.
Na leitura da primeira carta de Paulo aos coríntios ele exorta que: “ Por ele (evangelho) sereis salvos, se o conservardes como vo-lo preguei. De outra forma, em vão teríeis abraçado a fé”. Isto significa que de nada adianta abraçar a fé se a bel prazer mudamos o Evangelho para conformá-lo aos nossos interesses. Se o evangelho de hoje cita Filipe; Paulo cita a aparição do ressuscitado a vários e dentre os quais destaca Tiago cuja festa ao lado de Filipe celebramos hoje.
Rezemos com o Salmista: Seu som ressoa e se espalha em toda a terra. Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia. Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: 1 Coríntios 15,1-8
Salmo: 18/19b
Evangelho: João 14,6-14

Imprimir

Deixe uma resposta