Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 07/12/2016

Quarta Feira – 2ª. Semana do Advento

15390834_1153777061374184_9220445593024479196_nAmados irmãos e irmãs
“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso”.
Quantas pessoas cansadas, fatigadas e desanimadas em nossas comunidades; perguntemos o porquê ? Será que não é porque nós dirigentes não estamos colocando pesados fardos nos ombros de nossos agentes? Não estamos colocando a lei acima do amor?
A partir do momento em que Jesus reduziu toda a lei no amor e misericórdia a prática da religião tem que ser algo bom que não nos pesa, pois caso contrário terá algo errado. Se a lei é o amor precisamos entender que quem ama não sente a lei como uma obrigação pesada; quando se ama de verdade muitas coisas se tornam fáceis e suportáveis que seriam difíceis e até insuportáveis sem o amor. Ao encontrar Jesus nós depositamos todas as nossas misérias na sua misericórdia; n’Ele encontramos a força necessária para continuar o caminho. Até os pecadores mais contumazes não resistem diante do coração manso e humilde como o é de Cristo.
Na leitura do livro do profeta Isaías vemos que pelas palavras do profeta podemos repetir eternamente: “ Não há Deus como o nosso Deus” ! Sua grandeza, força e poder são infinitos; quem poderá se comparar ao nosso Deus? Ele é o Deus eterno que criou os confins da terra; ele não falha nem se cansa, insondável é sua sabedoria; Ele dá coragem ao desvalido e aumenta o vigor do mais fraco. Cansam-se as crianças e param, os jovens tropeçam e caem, mas os que esperam no Senhor renovam suas forças, criam asas como as águias, correm sem se cansar, caminham sem parar. Somos hoje convidados a tomar posse destas palavras para aumentarmos a coragem de lutar pelas transformações tão necessárias em nossa sociedade. Como cristãos somos chamados muito mais a certas atitudes concretas do que em afirmar uns princípios teóricos.
Diante deste Deus tão grande e tão próximo nenhum de nós tem mais razão para se desesperar, nenhum pode ter desculpa para dizer que está só. Ao contrário devemos ouvir seu s convite: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso” (Mt 11,28).
Rezemos com o Salmista: Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores! O Senhor é indulgente, é favorável, é paciente, é bondoso e compassivo, não nos trata como exigem nossas faltas, nem nos pune em proporção às nossas culpas. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: Is 40,25-31
Salmo: 102
Evangelho: Mt 11,28-30

Imprimir

Deixe uma resposta