Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 28/02/2018

Quarta Feira – 2ª. Semana da Quaresma

Amados irmãos e irmãs27973365_1587871757964710_5205015238971581434_n

“O Filho do Homem veio, não para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate por uma multidão”.
Jesus acabara de fazer o anúncio de sua paixão morte e ressurreição quando a mãe de Tiago e João vai pedir um cargo de confiança no primeiro escalão do novo Reino para seus filhos. Isto demonstra o pedir no momento impróprio e a incompreensão do que é o reino de Deus. Jesus primeiro pergunta se eles aceitam beber do mesmo cálice, ou seja, participar da paixão ao que eles respondem que sim e bem sabemos que Tiago foi o primeiro apóstolo a dar a vida quando bispo de Jerusalém e que João vai ser aquele que aos pés da Cruz representa toda a humanidade ao tomar Maria por mãe; mãe de morrer no exílio. No entanto Jesus diz que quanto aos cargos pedidos nada pode garantir, pois isto é com o Pai. Os demais discípulos ficam indignados porque talvez muitos deles também pensassem da mesma forma, mas não tiveram a coragem de pedir.
Jesus ao final afirma que o Filho do Homem veio, não para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate por uma multidão. Esta afirmação de Jesus nos leva a uma profunda reflexão de nossa atuação dentro da comunidade onde por vezes por causa de cargos ou funções que temos buscamos privilégios e vantagens e com isto sub jugamos os demais os colocando ao nosso dispor.
Devemos olhar para Jesus que deu sua vida pelo reino, se fez o último e se deixou humilhar; nós também devemos agir assim e nos deixar consumir doando a cada dia um pouco da nossa vida e ir se consumindo, desaparecendo para que Ele cresça e o seu Reino de paz, amor e justiça aconteça no meio de nós!
Santo Agostinho nas dissertações sobre os Salmos diz: “o salmista aspira a Jerusalém e diz que quer subir. Subir para onde? Desejará ele alcançar o sol, a lua, as estrelas? Não. É no céu que se encontra a Jerusalém eterna, é lá que vivem os anjos, nossos concidadãos (Hb 12,22). Nesta terra estamos exilados, longe deles. Ainda a caminho, no exílio, suspiramos; na cidade estremeceremos de alegria. Somos chamados! E o que responde cada um de nós? Que alegria, quando me disseram: Vamos para a casa do Senhor! Na profecia de Jeremias vemos uma trama contra o profeta e ainda hoje quantos profetas são vítimas de tramas por verem denunciados pelos profetas seus projetos que são contra o reino de Deus. Ao verem seus interesses pessoais ameaçados eles não medem consequências para destruir o que estiver pela frente.

Rezemos com o Salmista: Senhor meu Deus ao redor, todas as coisas me apavoram; ouço muitos cochichando contra mim; todos juntos se reúnem, conspirando e pensando como vão tirar-me a vida. A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Jeremias 18,18-20
Salmo: 31
Evangelho: Mateus 20,17-28

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *