Highslide for Wordpress Plugin
Ano C, Ano Ímpar › 23/01/2019

Quarta feira – 2ª. Semana comum

Amados irmãos e irmãs 
“No sábado é permitido fazer o bem ou o mal? Salvar uma vida ou matar? ”
Os moralistas da época de Jesus são os mesmos de hoje, ou seja, aqueles que ficam de olho na vida das pessoas, quem são e o que fazem não para ajudá-las em suas necessidades, mas sim para poder condená-las.
Imaginem vocês aquele agente de pastoral que por uma infelicidade caiu em desgraça e depois retorna a Igreja para falar com o padre.
É neste momento que muitos outros aparecem e dizem: “agora quero ver… e por aí vai”.
Jesus sempre coloca a dignidade das pessoas acima de qualquer coisa, mas, no entanto muitos parecem que são proprietários desta misericórdia e além de querer racionar muitas vezes a negam em nome de Jesus; o que é muito pior.
O irmão pede perdão e aquele que deve perdoar se faz de rogado, de importante e aproveita para humilhar aquele que mendiga perdão.
Pessoas que agem assim dentro da Igreja devem fazer muito pior aqui fora e o que as leva a agir desta forma na verdade não é a observação do preceito , mas sim a dureza de coração.
Falamos com a língua que estamos em Cristo, mas nós ações nos desmentem na medida em que não somos capazes sequer de perdoar.
Na carta aos hebreus vemos que Melquisedec prefigura o próprio Cristo, o sacerdote do Deus Altíssimo sem pai, sem mãe, sem genealogia, a sua vida não tem começo nem fim; comparável sob todos os pontos ao Filho de Deus permanece sacerdote para sempre.
Rezemos com o Salmista: Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei! “Jurou o Senhor e manterá sua palavra:
“Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedeque.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

Leitura: Hebreus 7,1-3.15-17
Salmo: 110
Evangelho: Marcos 3,1-6

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *