Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 03/10/2018

Quarta Feira – 26ª. Semana Comum

Amados irmãos e irmãs 

“Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o Reino de Deus”.
Às vezes em diversas decisões em nossa vida não sabemos o que nos espera e tão logo descobrimos que nem tudo era como imaginávamos temos a tentação de voltar atrás e de abandonar tudo. Muitos são os que aceitam Jesus, mas ao perceber o peso da Cruz abandona, fica a olhar para o passado e resmungar e hoje Jesus está a nos alertar que não seremos dignos de seu reino se assim procedermos.
Jesus Cristo jamais ofereceu aos seus e nem estaria a oferecer a nós hoje o caminho fácil sem perseguições, doenças e tantas outras tribulações. Tem muita gente que contribui com o dízimo não para fazer o reino acontecer, mas para ter recompensa maior.
Aos que querem segui-lo Jesus pede grande disponibilidade de tempo, disposição de assumir a pobreza e de não contar se quer com lugar para recostar a cabeça.
O radicalismo que o Evangelho pede não deve ser encarado como dificuldades que você cria como se autoflagelar, trancar-se em quarto escuro, alienar se do mundo, etc. O radicalismo pedido é assumir os sofrimentos necessários para fazer o reino acontecer. Por ex uma coisa é passar fome porque quis fazer o jejum para parecer piedoso e outra é passar fome porque deu aos pobres o que tinha para comer. Portanto, o Mestre não aceitava adaptar o discipulado à conveniência de seus seguidores.
Na leitura do livro de Jó havemos de perguntar: Quem somos nós para questionarmos Deus? Esta é a grande conclusão de Jó. Às vezes fico a imaginar como é que em tão longínquos tempos e sem a tecnologia de hoje sendo ou não personagem fictício ele já pode nomear constelações mostrando que Deus não é só o senhor da terra, mas de todo o cosmo. Talvez por isto alguns cristãos da pós-modernidade busque em Deus a posse de tudo contrariando os princípios evangélicos mais elementares.
Rezemos com o Salmista: Quanto a mim, ó Senhor, clamo a vós na aflição, minha prece se eleva até vós desde a aurora. Por que vós, ó Senhor, rejeitais a minh’alma? E por que escondeis vossa face de mim? Volte Senhor vosso olhar para mim. Amém.
Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia
1ª. Leitura: Jó 9,1-12.14-16
Salmo: 88
Evangelho: Lc 9,57-62

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *