Highslide for Wordpress Plugin
Ano Par › 13/06/2018

Quarta Feira – 10ª. Semana Comum

Amados irmãos e irmãs

“Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus”
Jesus respeitava a Lei mosaica (o Torá), mas a conciliava de forma que ela não fosse um jugo para o homem e sim sua libertação.
A palavra cumprir aqui usada por Jesus significa completar, levar até o fim, realizar ou obedecer. Jesus não pretendia subverter a lei, ele pretendia cumpri-la, assim a levando até o seu determinado fim.
O homem não deve buscar a justiça como prêmio do seu esforço pessoal em cumprir a Lei. No nosso cotidiano não seremos premiados porque não roubamos e não matamos, pois se assim o fizermos apenas cumprimos a lei. Jesus não é legalista e por isto este algo mais significa que o verdadeiro seguidor de Jesus Cristo além de cumprir a lei como, por exemplo, não matar e não roubar, ele vai lutar para outros não matem e não roubem, ele vai lutar por justiça social e pela promoção da vida, ele vai além da lei; pois não está preso a ela.
Assim também em nossas comunidades somos chamados a ser mais que cumpridores da lei, ou seja, não basta decorar os dez mandamentos da lei de Deus e os cinco da Igreja e praticá-los a risca buscando a salvação pessoal e esquecendo-se da comunidade; se assim procedermos estaremos no legalismo tão criticado por Jesus. Jesus pede algo mais que brota do coração e que só o amor pode nos levar a fazer.
Na leitura do primeiro Livro dos Reis vemos o fugitivo Elias com coragem ir ao encontro do rei e dos 450 profetas de Baal e desafia-los. Ele diz que o povo coxeava, ou seja, seguia a divindades diferentes quando Deus é um só. Muitos de nós precisamos responder à mesma pergunta que Elias fez no Monte Carmelo e aí perceberemos que as vezes estamos em cima do muro; a palavra de Deus de um lado e crendices do outro.

Rezemos com o Salmista: Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos! Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: 1Rs 18,20-39
Salmo: 15
Evangelho: Mateus 5,17-19

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *