Highslide for Wordpress Plugin
Santoral › 22/08/2017

Nossa Senhora Rainha

paroquia-nossa-senhora-rainhaAmados irmãos e irmãs
Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado; a soberania repousa sobre seus ombros, e ele se chama: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da paz. Esta é uma das mais belas profecias bíblicas; pois nela o profeta Isaías anuncia a vinda do nosso Salvador. Isto quase setecentos anos antes!
E o nosso rei quis vir de uma rainha, mas tal como ele esta rainha escandalizou e ainda escandaliza o mundo pela pobreza, obediência e humildade com que dá o SIM mais importante da história.
Maria é uma referência, um sinal seguro a indicar o caminho a verdade e a vida. Por isto não coloquem Maria no lugar que ela não quer ocupar; ela quis sempre ser a humilde e pobre serva e é este o modelo de santidade que devemos buscar na mãe de Deus e nossa mãe.
Se nas artes, no futebol, na música, na literatura nós temos modelos porque também não poderíamos ter modelos a imitar e admirar no nosso caminho religioso.
Neste Evangelho encontramos a primeira parte da oração da ave Maria; pois um pouco antes na anunciação do anjo ele diz: Ave cheia de graça o Senhor é contigo…
São Jose Maria Escrivá Balaguer (1902-1975), presbítero, fundador e santo do nosso tempo em uma de suas homilias nos ensina que na escola de Maria devemos ser simples e nos santificar pelas pequenas coisas. Não nos esqueçamos de que a quase totalidade dos dias que Nossa Senhora passou na Terra decorreram de forma muito semelhante à vida diária família, em educar os seus filhos, em levar a cabo as tarefas do lar. Maria santifica as menores coisas, aquilo que muitos consideram erradamente como não transcendente e sem valor: o trabalho de cada dia, os pormenores de atenção com as pessoas queridas, as conversas e as visitas por motivo de parentesco ou de amizade… Bendita normalidade, que pode estar cheia de tanto amor de Deus!
Na verdade, é isso o que explica a vida de Maria: o amor. Um amor levado até ao extremo, até ao esquecimento completo de si mesma, contente por estar onde Deus quer que esteja e cumprindo com esmero a vontade divina. Isso é o que faz com que o menor dos seus gestos nunca seja banal, mas cheio de significado. Maria, nossa Mãe, é para nós exemplo e caminho. Havemos de procurar ser como Ela nas circunstâncias concretas em que Deus quis que vivêssemos.
Rezemos com o Salmista: Do nascer do sol até o seu ocaso, louvado seja o nome do Senhor! Quem pode comparar-se ao nosso Deus, ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono e se inclina para olhar o céu e a terra? Levanta da poeira o indigente e do lixo ele retira o pobrezinho, para fazê-lo assentar-se com os nobres, assentar-se com os nobres do seu povo. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco 
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: Isaías 9,1-6
Salmo: 112/113
Evangelho: Lucas 1,26-38

Imprimir

Deixe uma resposta