Highslide for Wordpress Plugin
Santoral › 25/04/2017

FESTA DE SÃO MARCOS EVANGELISTA

18057804_1297801353638420_3574541205118774501_nAmados irmãos e irmãs
O narrado no Evangelho de hoje acontece pouco antes de Jesus se elevar aos céus (ascensão). Sabiamente na festa de Marcos o Evangelho não fala dele, mas sim de sua missão; na verdade João Marcos não era um dos doze, mas ele fez muito bem ao evangelizar o Egito, Chipre e Alexandria. Aliás, ele foi fiel à ordem de Jesus: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura”. Outro detalhe interessante é que no Egito ele encontrou uma verdadeira salada religiosa onde existiam muitas divindades e tradições, mas ele não mudou uma só vírgula do Evangelho para adaptá-lo as realidades locais.
Infelizmente o mesmo não se pode dizer de muitos que se arvoram missionários nos tempos atuais, pois o que mais sabem fazer é adequar o Evangelho a interesses pessoais ou outros.
Tentemos também entender o que Jesus quis dizer com palavras que soam estranhas até nossos dias e o faremos por pontos:
– “Expulsarão os demônios em meu nome”. Que demônios são estes? Não fiquemos aqui no imaginário popular de que estes demônios são aquelas criaturas de roupa vermelha; com garfinho na mão e chifrinho na cabeça. O que é que tira a paz dos filhos de Deus, o que é que nos afasta do bom caminho, o que é que nos faz sofrer? São as injustiças, guerras, falta de amor e de perdão nas relações que devem ser fraternas.
– “Falarão novas línguas”. Novas línguas não somente em questão vernácula como o inglês, francês, castelhano, alemão, etc., pois para muitos daquela época o Evangelho só poderia ser na língua do povo de Israel. Aqui se inclui também a questão da linguagem e dos meios, ou seja, não somente o falado, mas o escrito, o visualizado e as novas tecnologias.
– “Manusearão serpentes”. O que melhor pode traduzir as serpentes do mundo moderno do que pessoas inescrupulosas que tanto dentro quanto fora da Igreja colocam o lucro no lugar de Deus, o dinheiro é o único fim. É a corrupção que grassa por todos os lados oprimindo os filhos e filhas de Deus.
– “Se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal”. O veneno da Pós Modernidade, Relativismo, hedonismo, consumismo e outros contra valores têm levado inúmeros filhos e filhas de Deus a morte. Aqui nos é garantido que aos que forem fiéis este veneno não fará mal.
– “Imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados”. Não somente doenças físicas serão curadas, mas aqui vale destacar que maiorias das doenças físicas são causadas por problemas como a desnutrição, fome, falta de saneamento, educação; etc. Olhemos também para as doenças que afligem o homem pela descrença e indiferentismo religioso.
Para os que estiverem achando estranho nosso raciocínio lembramos que ele está embasado em um comentário de São Bruno de Segni, que era um bispo e escreveu o que abaixo segue entre os anos 1045-1123;isto é a quase mil anos. Vamos ao pensamento deste santo: “Para nós, doravante, deixaram de ser necessários sinais e prodígios: basta-nos ler ou ouvir o relato daqueles que foram realizados. Porque acreditamos nos Evangelhos, acreditamos nas Escrituras que os contam. E, no entanto, ainda hoje se produzem sinais todos os dias; e, se prestarmos bem atenção, reconheceremos que eles têm muito mais valor do que os milagres materiais de outrora. Todos os dias os padres administram o batismo e chamam à conversão: não é isto expulsar os demônios? Todos os dias falam uma nova linguagem quando explicam a Sagrada Escritura, substituindo a letra antiga pela novidade do sentido espiritual. Põem em fuga as serpentes, quando libertam os corações dos pecadores de seus laços com o mal por meio de suaves exortações; curam os enfermos quando reconciliam com Deus, através de suas orações, as almas enfermas. Estes eram os sinais que o Senhor havia prometido aos Seus santos: eles os realizam ainda hoje.
Na leitura da primeira carta de são Pedro lemos: “… revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes”. Costumamos dizer que a humildade é a rainha das virtudes e se Deus resiste aos soberbos com certeza satanás não suporta e não sabe o que fazer diante de um coração humilde.
Imaginem a seguinte cena: “Alguém esbravejando com dedo indicador em riste e usando palavras de baixo calão contra você e aí sem forçar, mas naturalmente você diz: Meu irmão porque você está gritando comigo? Eu não vou gritar e nem falar mal; pois sou um cristão e mesmo que tivesse vontade não o faria, pois esta seria minha vontade e não a vontade de meu Deus”.
Este proceder desmonta qualquer um; além de ser uma grande oportunidade de você testemunhar que na sua vida a vontade de Deus vem em primeiro lugar embora você estivesse morrendo de vontade de esbofetear tal pessoa.
Pedro nos alerta de que o nosso adversário, o demônio, anda ao redor como um leão que ruge, buscando um momento de fraqueza para nos atacar. Parece tática de guerrilha onde se estuda muito o proceder daquele a quem atacar; por este motivo devemos sempre estar atentos para não dar oportunidade àquele que nos quer tirar das mãos de Deus.
Rezemos com o Salmista: Quão feliz é aquele povo que conhece a alegria; seguirá pelo caminho, sempre à luz de vossa face!Exultará de alegria em vosso nome dia a dia e com grande entusiasmo, exaltará vossa justiça. Amém.

Reflexão feita pelo Diácono Irmão Francisco
Fundador da Comunidade Missionária Divina Misericórdia

1ª. Leitura: 1 Pedro 5,5-14
Salmo:89
Evangelho: Marcos 16,15-20

Imprimir

Deixe uma resposta